Gmail adota cache de imagens. Qual o impacto no Email Marketing?

No começo de dezembro a Google fez mudanças no Gmail que irão afetar os resultados em suas campanhas de email marketing.

Agora todas as imagens das mensagens dos usuários são armazenadas em cache.

O que é cache?

É o armazenamento de conteúdo em um dispositivo para consulta rápida. Isso acontece em seu navegador todo instante, inclusive agora.

Quando você acessa um site na web, seu navegador guarda algumas informações deste no cache para quando você voltar ao site, ele carregue mais rapidamente.

E no Gmail?

A partir de agora a primeira vez que um usuário abrir uma mensagem todas as imagens serão buscadas no servidor onde estão hospedadas e armazenadas no cache do Gmail.

Da segunda abertura em diante as imagens serão buscadas no cache do Gmail e não mais no servidor de origem, o que aumenta a velocidade de carregamento da mensagem.

Tá, mas onde isso afeta minhas campanhas de email marketing?

Em dois pontos principais Redução na quantidade de aberturas e Inconsistência nas informações da abertura.

Redução na quantidade de aberturas

Redução na quantidade de aberturas

Como o Gmail irá acessar as imagens do email marketing e, sabemos que a contabilização é feita através do carregamento de uma imagem, apenas a primeira abertura será capturada.

O Gmail irá buscar as imagens no servidor de origem e armazená-la no cache. Assim, uma abertura será contabilizada.

Após isso, toda vez que o contato abrir a mensagem as imagens serão carregadas do cache do Gmail e não mais do servidor de origem delas e por isso não contabilizará mais aberturas.

Mas calma, nem todas as ferramentas de email marketing foram impactadas ainda, pois a Google deixou uma “brecha”. Contate a empresa que envia suas campanhas e veja se ela foi afetada ou não com esta mudança.

Empresas que definam Cache-Control: no-cache no cabeçalho do envio, além de outras coisinhas, conseguirão contabilizar todas as aberturas normalmente.

Mas isso pode funcionar apenas por um tempo, pois a Google pode decidir a qualquer momento ignorar estas informações.

Inconsistência nas informações da abertura

Qual o impacto no Email Marketing - Inconsistência nas informações da abertura

Em uma conexão HTTP é possível se obter informações, como cidade, estado, país, navegador, sistema operacional, etc.

Estas informações são capturadas da conexão do usuário pelo servidor onde estão as imagens e como o Gmail irá buscar as imagens, e não mais o contato, estas informações serão sempre as dos servidores da Google.

Atualmente as aberturas do Gmail se originam de um servidor da cidade Mountain View, Califórnia, USA.

Provavelmente você verá estas informações em todos os seus envios.

Por que o Gmail fez isso?

Gmail adota cache de imagens. Qual o impacto no Email Marketing - Segurança dos usuários do Gmail

Para garantir a segurança e privacidade de seus usuários.

Como as imagens serão carregadas dos servidores da Google, outras pessoas não conseguirão capturar informações como IP e localização do usuário.

Pontos positivos do cache de imagens (usuários)

  • As imagens serão carregadas mais rapidamente
  • A privacidade e segurança do usuário serão preservadas

Pontos negativos do cache de imagens (marqueteiros)

  • Contabilização apenas da primeira abertura
  • Inconsistência nas informações de origem da abertura

Conclusão

Como pode ver, o Gmail fez isso para beneficiar unicamente seus usuários, o que é extremamente compreensível e aceitável.

Acredito que seja o começo de uma nova fase para o email marketing.

Em breve, outros provedores irão adotar esta ideia de cache de imagens para garantir a segurança e privacidade de seus usuários.

De toda forma, temos que nos adaptar à estas mudanças.

Se você gostou do conteúdo deste post ou tem alguma dúvida sobre o assunto, deixe seu comentário aí abaixo. Com certeza te responderei!

Abraços e até a próxima

Avalie este artigo:
Gmail adota cache de imagens. Qual o impacto no Email Marketing?
5 (100%) 2 votos
ATUALIZAÇÕES GRÁTIS
Faça como os 12,610 leitores. Cadastre-se grátis!

Gostou? Compartilhe:

Ademir Diniz

Analista de Sistemas formado pelo ISES, especialista em E-mail Marketing e criador e mantenedor do blog sobre e-mail marketing www.EmailMarketing.eti.br

Deixe seu comentário!